Quero partilhar com vocês “amigos do Saber” algumas considerações sobre os temas a serem desenvolvidos nos cadernos do Ensino Médio. Nas leituras e estudos considero que é o objetivo do conteúdo do 1º ano promover a produção de sentidos em que dialogar a partir do que se ouve na sala de aula e se lê nos textos filosóficos; promover e provocar a leitura investigativa, refletir e fazer com que a vida se torne discussão filosófica e então escrever como expressão de reflexão(Caderno do Professor 1º ano Filosofia). É isto, fazer chegar a história da filosofia a partir de questões presentes, recorrendo aos conhecimentos e as estratégias dos pensadores. Então partindo do pé no chão daquilo que temos, somos e vivemos. Tanto como professores e alunos. “ A sala de aula é o espaço do desenvolvimento do pensamento crítico, no qual se assentam as bases fundamentais da cidadania” (Caderno do Professor 1º ano Filosofia).

 

Em conjunto o material do 2º ano tem como objeto de estudo a “Ética” e a relação que se estabelece com a vida. O universo escolar é rico em situações que provocam a reflexão. Trabalhar com temas que geram comportamentos  preconceituosos , como o racismo, o desrespeito as diferenças  de religiosidade  ou sexualidade. Desse modo o foco é a percepção do “sujeito ético” , o aluno que se vê como aquele capaz de agir de forma ética e pensante além de racional a importância da liberdade e da necessidade da autonomia. No construir do conhecimento vamos descobrindo o sentido do pensar  e da vida como meio para tal.

Já as orientações para os cadernos  do 3 º ano coloca o “Homem” e suas características por meio do discurso filosófico e a capacidade de criar linguagem como centro da problemática. Desse modo é fundamental o contato com os textos filosóficos para construção do discurso argumentativo, reflexivo e questionador.(Caderno do Professor 3º ano p.08)

Espero que esses apontamentos ajudem nessa tarefa de refletir e principalmente dialogar sobre questões da “Vida”. Por experiência, digo, é importante. Então vamos nos apaixonar por essa tal de “Sofia” e seremos seus verdadeiros “amantes”.

Ricardo.

Anúncios