Bom humor é fundamental

Diariamente, passamos por tantas situações estressantes que se não tivéssemos a possibilidade de mantermos o bom humor seria bem mais difícil preservarmos a nossa sanidade. Parece ser uma utopia permanecermos bem humorados em meio aos acontecimentos do dia a dia. No entanto, é possível. Não apenas possível como aconselhável e extremamente saudável.

Os efeitos do bom humor sobre a saúde são evidentes na qualidade de vida de quem o possui, além de cientificamente comprovados. Apsiconeuroimunologia é um ramo da ciência que estuda a maneira pela qual as emoções influem no sistema imunológico das pessoas. Este estudo se baseia na comunicação e interação entre o cérebro e três sistemas do nosso corpo: os sistemas nervoso, imunológico e endócrino. Esta comunicação se faz através da produção de substâncias químicas produzidas por esses sistemas, como os hormônios, os neurotransmissores e as citoquinas. A partir desses estudos já não existe qualquer dúvida sobre a relação existente entre o estresse, de qualquer origem, e a saúde orgânica, abrangendo o sistema imunológico e, inclusive, o desenvolvimento de alguns tipos de câncer.

Manter o bom humor é uma questão de decisão pessoal. A vida não é fácil nem difícil. A vida é a vida! Uma espécie de viagem através do tempo, na qual descortinamos uma diversidade de paisagens, algumas encantadoras, outras não tanto, e outras, ainda, áridas e difíceis. Esta diversidade de paisagens é que torna a viagem interessante, pelas oportunidades que nos são oferecidas de separarmos o joio do trigo e, desta forma, sabermos saborear o que há de melhor em cada paisagem. As facilidades e dificuldades encontradas são inerentes ao fato de estarmos vivos.

Não existe uma fórmula mágica para mantermos o bom humor, mas é possível seguirmos um roteiro que nos encaminhará até ele:

Observe o que as pessoas da sua família dizem a respeito do seu humor. Essas pessoas estão na intimidade do seu dia a dia. Se elas costumam se referir ao seu mau humor é um bom indício de que você precisa mudar suas atitudes para com os acontecimentos da sua vida. Experimente encontrar os dois lados que sempre existem em cada acontecimento.

Avalie como você se comporta numa reunião de amigos, numa festa, naquele barzinho ou diante de uma piada que alguém conta. Se você costuma não se divertir, embora todos ao seu redor estejam se divertindo; se não sorri quando está a sós, lembrando de algo engraçado; se, às vezes, sorri para não constranger as pessoas, então, reavalie os seus padrões de pensamentos. São eles que direcionam as suas emoções e os seus comportamentos. Talvez você esteja se distanciando do seu aqui e agora.

Veja como você se conduz diante do erro. Se você é uma pessoa que não admite os erros alheios e não se permite errar, vai estar constantemente, mal humorado. Aprenda a sorrir dos erros, seja os dos outros, seja dos seus próprios erros. Aceite o fato de que ninguém é perfeito. Graças a Deus! Seria muita monotonia para aguentar.

Preste atenção no que pensa, diz e faz. Se você é uma pessoa que leva tudo a “sério”, se você costuma administrar “a ferro e fogo” o tempo da sua vida, com certeza, o seu senso de humor não está ativado. Experimente sorrir. Uma boa risada retira um peso dos seus ombros, abre portas e, além disto, a sua saúde física e mental agradece.

E, finalmente, verifique a origem do seu mau humor. Talvez você não esteja de bem consigo ou com os rumos da sua vida, e não esteja sabendo como sair da situação. Nesta caso, procure ajuda. Converse sobre o assunto com uma pessoa em quem confie e que esteja capacitada para orientar-lo Você, também, pode procurar a ajuda de um profissional. Não custa oferecer a si mesmo uma melhor qualidade de vida. Saia da situação estressante e recupere a alegria de viver.

Segundo John Morreall “A pessoa que tem sentido de humor, não só é mais descontraída perante situações potencialmente estressantes, como também as compreende de forma mais flexível. Mesmo aquele em cujo ambiente não ocorram muitas coisas, a sua imaginação e criatividade vão afastá-lo da rotina mental permitindo desfrutar de si mesmo, evitar o aborrecimento e a depressão.”

Sem contar que a pessoa bem humorada atrai amigos, além de assegurar as possibilidades de ser bem sucedida nas suas relações pessoais e de trabalho.

     (Lêda Yara Motta Mello-Terapeuta Holística-Arapiraca (AL) – Brasil)

Ricardo . 

Anúncios